Amigos e amigas cocalenses,
Venho a público me posicionar sobre a fala do ex-prefeito de Cocal, José Maria Monção, em nossa convenção, no último domingo. Quem é de Cocal e conhece Monção sabe do seu jeito peculiar, espirituoso, às vezes folclórico, de fazer política. Cada um tem mesmo seu jeito de ser e de ver as coisas. E a política é justamente isso: a arte de conviver com as diferenças. De pensamento, de postura, de atitudes, de ideologias. Uma convenção, muitas vezes, reúne, em um mesmo palanque, essas diferenças, essas vertentes, que representam segmentos de públicos. Tenho muito respeito pelo ex-prefeito Monção e por todos os políticos que marcaram sua época na vida pública de Cocal. Contudo, não comungo com as palavras desferidas muito menos com as práticas tratadas por Monção em seu discurso, talvez ditas num momento de euforia, mais por força de expressão. Também não quero aqui prejulgar nem censurar quem quer que seja. O que preciso dizer é do meu compromisso com o cocalense por uma política respeitosa, equilibrada, honesta, humana, moderna, autônoma e, acima de tudo, independente. De ideais novos, sem nenhum atrelamento com práticas antigas. E que só sofrerá influência dos anseios do nosso povo. No mais, é agradecer a linda festa popular e democrática que marcou a nossa convenção. Estamos no caminho certo! O da verdadeira mudança pra Cocal!!

ascom.


0 Comentários